Com a tecnologia em constante evolução, qual será o futuro do trabalho? Entenda e mantenha seus funcionários engajados na empresa.

A tecnologia não pára de evoluir e a realidade do ambiente de trabalho acompanha esse movimento. Atualmente, diversas ferramentas proporcionam um estilo de emprego que nem sequer era imaginado algumas décadas atrás. São ferramentas que condicionam o futuro do trabalho e exigem que as empresas façam atualizações urgentes.

Para compreender bem essa mudança, basta olhar a prática de home office. Antes dos anos 2000, pouquíssima gente conseguia trabalhar dessa forma e, mesmo quando podia, tinha recursos limitados que atrapalhavam a prática. Hoje em dia, pesquisas indicam que pelo menos 55% da força de trabalho brasileira usa home office pelo menos uma vez por semana.

Também já existem mais de 1000 espaços de coworking espalhados no Brasil atualmente. É uma corrida para criar infraestrutura e se adaptar a uma força de trabalho móvel, que busca possibilidades para trabalhar onde e quando quiser.

Apesar dessa onda tecnológica, nem todas as empresas estão preparadas para fazer a transição para o futuro do trabalho. O que será que muda daqui para a frente e como sua organização consegue lidar com isso? É o que você pode descobrir a seguir.

Tendências para o futuro do trabalho

O futuro do trabalho é mais conectado e tecnológico e há uma forte tendência para o uso de ferramentas, como cloud computing. As redes na nuvem são uma excelente solução para quem busca infraestrutura remota.

Utilizar a nuvem no seu ambiente de trabalho significa ampliar as possibilidades do mesmo, reduzir custos e proporcionar maior mobilidade para o colaborador. Podendo acessar as redes da empresa em qualquer lugar, o funcionário fica mais livre para trabalhar onde desejar e de qualquer dispositivo.

Além da tendência à conectividade, também surge a automação para complementar o escopo tecnológico dos negócios. O atendimento online já não é mais o mesmo, com chatbots e fluxos de e-mail automatizados para oferecer suporte ao cliente de forma rápida, quando não imediata.

O mesmo ocorre em linhas de produção e outros processos, fazendo com que funcionários não precisem mais gastar tanto tempo com tarefas repetitivas. Assim podem dar toda sua atenção para o que realmente importa: inovação.

Inclusive, essa busca por novidades e inovação para revolucionar o mercado se tornará constante. Para isso, empresas buscam cada vez mais integração em sua força de trabalho e conexão com talentos de outros países. Ou seja, prepare-se, porque as reuniões e projetos online tendem a aumentar.

Desafios do futuro do trabalho

As novidades tecnológicas fazem tudo parecer perfeito, mas a realidade é que boa parte das empresas terão dificuldades para realizar a transição para o futuro do trabalho. Uma pesquisa da Deloitte com 2500 organizações em 90 países mostrou que uma porção significativa não consegue engajar o trabalhador moderno.

No estudo, 79% dos pesquisados acreditam ter problemas para reter e engajar a força de trabalho. Outros 75% não conseguem atrair e recrutar os talentos que precisam na empresa. Para complementar a situação, uma pesquisa da Gallup mostrou que só 13% dos colaboradores estão motivados no trabalho.

As formas de trabalho estão mudando e colaboradores esperam que as empresas acompanhem. A geração de Millennials, por exemplo, busca empregos mais criativos e significativos. Ao mesmo tempo, eles esperam flexibilidade do ambiente do trabalho, com todas as possibilidades que você viu no tópico acima.

O uso da tecnologia no ambiente de trabalho nem sempre é tão positivo. Boa parte dos funcionários se sentem sobrecarregados com a quebra das barreiras entre vida pessoal e profissional. Isso acontece principalmente pelo uso da tecnologia e dispositivos móveis que tornam a pessoa disponível praticamente a todo momento.

Como resultado dessa disponibilidade, as pessoas trabalham mais horas, mas também são mais distraídas. Pesquisas mostram que uma pessoa normal checa seu smartphone cerca de 150 vezes por dia. Os dados também apontam que um trabalhador consegue trabalhar por mais ou menos 7 minutos antes de mudar de aba no navegador ou olhar o Facebook.

Como fazer a transição da forma mais simples?

Uma empresa que deseje se adaptar ao futuro do trabalho precisa considerar todos os desafios para melhorar o engajamento de seus colaboradores. É importante encontrar meios de combater a distração e falta de produtividade. Além de implementar ferramentas que seus colaboradores precisam para facilitar a vida de trabalho.

Para conseguir se adaptar à nova era de trabalho, o próprio ambiente organizacional precisa mudar. A geração atual busca mais flexibilidade, certo? Isso significa deixar de trabalhar sempre na mesma mesa com o mesmo grupo de pessoas.

Alguns escritórios já estão adotando espaços variados para trabalho, cada um deles desenhado para melhorar a atividade realizada. Isso possibilita trabalhadores escolherem a melhor forma de fazer suas tarefas e melhora a interação. Ou seja, ajuda a aumentar a produtividade e a melhorar o processo de inovação na empresa.

É claro que não adianta introduzir um novo layout organizacional sem a infraestrutura para suportá-lo. Organizações que desejam abrir a opção home office, por exemplo, precisam adotar processos eficientes para manter a produtividade do trabalhador, mesmo quando ele estiver em casa.

Algumas empresas oferecem um dia de home office por semana. Ele permite que o trabalhador leve suas funções para casa nesse dia, proporcionando um ambiente mais descontraído para ele e economia de gastos para a empresa.

São muitas mudanças que ainda devem acontecer e, para suportar tudo isso, também é necessário dispor de infraestrutura.

O papel da tecnologia nesse processo

O futuro do trabalho é tecnológico, portanto, nada é possível sem o uso das tecnologias adequadas. Empresas que desejam se adaptar a esse futuro precisam buscar opções econômicas e eficientes para que sua força de trabalho esteja sempre conectada.

A equipe, por sua vez, precisa de equipamentos que permitam flexibilidade sem perda de desempenho. Por isso, dispositivos móveis, notebooks e híbridos tornam-se tendência em ambientes de trabalho em todo o mundo.

Para garantir que seus funcionários têm tudo que precisam para trabalhar, algumas empresas oferecem dispositivos próprios que o colaborador pode usar para o trabalho e tarefas pessoais.

A Lenovo deseja ajudar organizações de todos os portes e áreas a realizar a transição para o futuro do trabalho. Por isso, oferece opções, como o ThinkPad Série X, uma linha com o recurso da mobilidade e que não abre mão da excelência no desempenho.

Quem prefere se manter fixo no local de trabalho também pode aproveitar o ThinkCentre, computadores de alta performance para todas as funções. Venha conhecer tudo que a Lenovo tem para oferecer e comece a se adaptar ao futuro do trabalho. Conheça nossas soluções para PMEs.