Se você ouve a palavra “hacker” e entra em pânico, é porque não conhece o growth hacking! Descubra como essa estratégia pode alavancar seus resultados.

O growth hacking é uma combinação de marketing, tecnologia e criatividade para criar estratégias que corrijam problemas e tragam sucesso empresarial. Os profissionais que adotam essa estratégia têm um verdadeiro espírito empreendedor e aproveitam as ferramentas tecnológicas que têm à disposição para a empresa crescer.

Quem cresceu no fim da década de 1990 e no início dos anos 2000 conhece muito bem o termo hacker. Os hackers foram personagens adorados pela mídia, que usavam seu amplo conhecimento tecnológico para roubar, enganar e conseguir vantagens para eles mesmos. Eles eram os vilões das histórias, ou pelo menos anti-heróis.

O conceito de growth hacking, porém, é bem diferente e não fala mais de vilões ou pessoas querendo tirar vantagem das outras. Na verdade, os growth hackers, profissionais que usam estratégias de growth hacking, podem ser extremamente benéficos.

Ainda não conhece esse conjunto de estratégias que pode acelerar seu negócio? Continue a leitura para entender essa estratégia e saber como implementá-la na sua empresa.

Como o Growth Hacking ajuda PMEs a crescer?

A estratégia já se tornou comum para micro e grandes empresas, mas é nas PMEs que ela se destaca. Diferentemente das empresas maiores, as PMEs têm recursos limitados. Assim, precisam encontrar maneiras de resolver problemas e manter a qualidade, sem aumentar seus custos.

É aí que entra o growth hacking. Os profissionais que o utilizam aproveitam tudo que a empresa tem de melhor para ajudá-la a crescer. Para isso, não empregam ferramentas caras e difíceis de usar, mas recursos tecnológicos simples. Quem pratica a estratégia precisa encontrar formas de fazer o melhor com a menor quantidade de recursos possíveis.

Por isso, growth hackers conhecem softwares gratuitos ou de baixo custo para otimizar processos empresariais. Algumas vezes, essas ferramentas são capazes até de melhorar o fluxo de informação de todo o negócio e envolver mais colaboradores no crescimento.

Só não espere uma solução mágica para os problemas da sua PME. Apesar de ser muito eficiente, o growth hacking é um processo de experimentação. É preciso ser persistente e adaptar as soluções para a realidade da sua empresa.

Comece a implementar o Growth Hacking na sua PME

Gosta da ideia de crescer continuamente, com baixo custo e ótimos resultados? Também quer trabalhar duro, usar as tecnologias mais recentes e investir na sua empresa? Então você tem a mentalidade de um growth hacker.

Chegou a hora de começar a implementar essa estratégia na sua empresa. Mantenha a mente aberta e comece a se preparar para pesquisar, trabalhar e testar muito!

1. Crie metas

O primeiro passo para começar sua estratégia de growth hacking é definir metas. Seu negócio precisa de um objetivo a longo prazo, como se tornar referência no mercado nacional, além de outros objetivos mais simples para o curto prazo.

Defina cada uma dessas metas e se prepare para revisá-las constantemente. Além de servir de orientação para seu plano, os objetivos também devem ser monitorados para que a empresa avalie se está chegando perto de onde deseja.

2. Monitore resultados

Sua empresa utiliza alguma ferramenta de monitoramento? Se a resposta é não, está na hora de investir nisso. É preciso enxergar, por exemplo, os resultados de cada iniciativa. Como isso só é possível por meio de monitoramento e da análise de dados, esse é um ponto essencial dessas estratégias.

O ideal é definir mais de uma métrica capaz de mostrar os resultados de um investimento. Algumas empresas focam muito no resultado das vendas, mas esquecem de avaliar a retenção de clientes e o sucesso das campanhas de marketing.

As estratégias de growth hacking se baseiam em dados. Quanto melhor forem suas métricas e a capacidade de monitoramento da empresa, melhor será o resultado da sua estratégia.

3. Desenvolva produtos para um público específico

Seu produto nunca agradará a todos, isso é impossível. Mas ele pode fazer muito sucesso com um público de um nicho. É exatamente isso que você procura ao desenvolver algo para ajudar sua empresa a crescer.

Para gerar compreensão, daremos um exemplo prático: o Nubank. Além de ser uma empresa moderna e tecnológica, o Nubank nasceu para agradar quem não gosta dos bancos tradicionais. Por isso, sua operação é completamente online.

O Nubank combina uma série de elementos que são característicos do growth hacking: uso de tecnologias, adaptação ao público e estratégias avançadas de marketing.

4. Faça testes

Os testes A/B são importantes aliados do growth hacking. Primeiramente, eles ajudam a determinar o que funciona e o que não funciona de uma maneira simples e bastante clara. Além disso, são a melhor maneira de experimentar, um dos principais fundamentos dessa estratégia.

Um growth hacker não pode ter medo de falhar. É por meio de inúmeras tentativas que ele consegue descobrir o segredo para deixar seu negócio mais lucrativo. As ferramentas tecnológicas, por exemplo, nem sempre se encaixam à realidade da sua empresa. Diversas tentativas são necessárias antes de encontrar a mais adequada.

5. Repita tudo

Growth hacking é um processo contínuo. Os profissionais que trabalham com essa metodologia estão em um constante processo de teste, falha e novos testes. Cada vez que ocorre uma falha, o sucesso está mais perto, então não desista!

É claro que repetir tudo significa realizar testes completamente lógicos e mensuráveis. Conforme os resultados dos testes trazem novos dados, é possível criar estratégias mais adequadas e aumentar as chances de sucesso.

Sempre que terminar de implementar um novo processo ou ferramenta na sua empresa, repita o processo. Volte a conferir as metas, entenda como elas são atingidas e faça atualizações. Depois, monte um plano de ação e comece a testar novas possibilidades. Alguma hora você encontrará aquilo que deve melhorar seus resultados.

O growth hacking é muito mais que um termo da moda. É uma forma de alavancar os resultados da empresa sem investir em ferramentas caras e, muitas vezes, ultrapassadas. Aproveite todo o potencial da sua empresa e comece a inovar usando a tecnologia e o conhecimento ao seu favor!

Quer ver mais conteúdos relevantes sobre produtividade e negócio? Visite a página da Lenovo para PMEs.